Questions? Feedback? powered by Olark live chat software

Precificação para hotelaria: 5 estratégias para adotar no seu negócio

research
  • 16 Jun
  • 2017

Gerenciar um negócio não é uma tarefa simples, e, diferente do que muitos pensam, a vida de um empreendedor não se resume a dar ordens e contar dinheiro. Na verdade, o gestor da empresa é quem arca com a maior parte das responsabilidades.

Dentre suas tarefas mais complexas, está a precificação de seus produtos ou serviços. De fato, este é o ponto em que muitos gestores acabam cometendo equívocos por não saberem quais parâmetros usar para definir um preço justo, competitivo e rentável para o negócio.

Se tratando do ramo de hospedagem, a tarefa de precificar o serviço pode ser ainda mais complexa, pois muito fatores precisam ser considerados. Por isso, no artigo de hoje mostraremos algumas estratégias para precificação para hotelaria. Acompanhe!

1. Preço médio praticado

Em uma estratégia de precificação para hotelaria, sem dúvidas, um dos principais fatores a ser considerado é o preço médio praticado pelos concorrentes.

Antes de aplicar a tática de valorização do serviço por meio do aumento do preço, considere o fato de que o consumidor moderno tem acesso a recursos eficientes para comparar preços de hotéis, como aplicativos e sites de busca especializados. Dentro desse contexto, apenas os estabelecimentos com preços mais competitivos (aliados a um serviço de qualidade) acabam se sobressaindo.

Seja cauteloso também quando for ofertar preços mais baixos para atrair hóspedes, pois o desconto ofertado não pode resultar em prejuízos ao negócio.

2. Conhecimento total sobre custos

Como citamos no início do artigo, o gestor de uma empresa tem grandes responsabilidades para mantê-la funcionando e garantir sua sobrevivência. Assim, conhecer todos os custos de uma pousada ou hotel é, basicamente, um pré-requisito para gerenciar um negócio do ramo de hotelaria.

As despesas e receitas precisam ser facilmente gerenciadas para que o gestor tenha uma perspectiva real da situação financeira do negócio. Para isso, existem softwares de gestão ideais para hotelaria.

É preciso fazer uma análise minuciosa dos dados, para que seja possível projetar o futuro da empresa e, consequentemente, aplicar uma estratégia eficiente de precificação para hotelaria.

Além de incluir custos como água, luz, internet, gás, impostos, despesas administrativas, marketing, entre tantas outras, existem aspectos relevantes que precisam ser considerados para obter uma precificação exata, como:

  • Tempo médio de estadia dos hóspedes;
  • Índice de competitividade da marca;
  • Classificação do hotel ou pousada;
  • Características especiais (acessibilidade, localização, piscina, hidromassagem, wi-fi, etc);
  • Demanda real e potencial;
  • Taxa de sazonalidade;
  • Concorrentes.

Entre outros aspectos.

3. Público-alvo (perfil do hóspede)

Um dos fatores mais influenciáveis na precificação para hotelaria é o público-alvo do hotel ou pousada.

Afinal, suas estratégias de prospecção e marketing devem ser voltadas para o público correto para evitar incoerências entre o preço cobrado e quanto o hóspede pode realmente pagar.

Em outras palavras, se o seu hotel cobra um valor exclusivo para hóspedes com grande poder aquisitivo, atrair clientes que não podem pagar pelos serviços torna-se um desperdício de recursos para a empresa. Estabeleça um público-alvo e utilize-o como parâmetro em sua precificação para hotelaria.

4. Psicologia de vendas

A psicologia de vendas é aplicada nos mais diversos segmentos comerciais por conta de seus resultados eficientes. Podemos citar:

O poder do número 9  

Não é coincidência nos deparamos diariamente com preços de produtos e serviços que sempre terminam com o número 9.

O fato é que lemos os preços da esquerda para a direita, portanto, é muito mais eficiente cobrar 199 do que 200 por uma estadia, por exemplo.

A diferença entre os preços dos quartos

Cobrar valores muito próximos para apartamentos diferentes como básico, intermediário e luxo, é um dos erros de precificação mais comuns que os gestores cometem.

O ideal é destacar os diferenciais de cada acomodação para que o hóspede perceba a economia que obtém em suas escolhas e manter uma distância entre os preços praticados para cada tipo de quarto.

5. Realização de eventos 

Palestras, shows, congressos, jogos ou qualquer evento na cidade pode ser aproveitado de forma estratégica.

Portanto, aproveite para:

  • oferecer tarifas e pacotes acessíveis;
  • oferecer opções de deslocamento até o evento;
  • fazer parcerias entre os organizadores do evento.

Gostou do artigo sobre precificação para hotelaria? Então assine nossa newsletter para receber todos os conteúdos semanais!