Questions? Feedback? powered by Olark live chat software

O que levar em consideração no valor da diária do hotel?

research
  • 28 Dec
  • 2017

Seja para uma pousada em um lugar paradisíaco ou, até mesmo, um hotel em qualquer estado brasileiro, estabelecer o valor da diária é uma tarefa árdua. Imagina então, com a atual conjuntura do país ou em baixa temporada. Agregar valor a qualquer serviço requer muito cálculo e experiência.

Resumidamente, precificar produtos e serviços está edificado sobre três pilares: custos, despesas e o lucro. E em uma análise simples que se pode levar em consideração, quanto menor o custo e a despesa, maior será a rentabilidade.

Além disso, você não pode se esquecer da concorrência em relação à seus preços; do planejamento da taxa de ocupação mensal e, também, as metas e indicadores de performance do seu hotel.

Neste post, daremos algumas dicas para lhe ajudar a calcular o valor da diária ideal.

1. Não deixe de fazer as contas

Regra número um: tenha todas as contas controladas em planilhas ou sistemas de controle financeiro. Saber o que se paga e o quanto se paga é essencial para o objetivo traçado, que, neste caso, é chegar a um valor de diária que quite as despesas e dê lucro.

Se você nunca ouviu falar de custos fixos ou despesas variáveis, tenha certeza que esses termos não são impossíveis de se entender ou utilizar, mas, como se dizia no passado: “quem tudo anota, nada esquece!”.

2. Anote todos os custos fixos e despesas variáveis

Os custos fixos de um hotel são aqueles que existem independentemente de ele estar ou não funcionando. Ainda que o hotel esteja sem nenhum hóspede, existem gastos que continuam acontecendo, por exemplo água, luz e telefone, TV a cabo, banda larga, entre outros.

Já os custos que variam na proporção direta do nível de atividade do hotel pode ser chamados de despesas variáveis. Ou seja, se o hotel está lotado o custo com Alimentos e Bebidas será maior já que terá de se produzir mais no café-da-manhã, almoço e jantar, bem como na possível contratação de serviços extras. 

Não é tão simples quanto se pensa, não? Então, fique atento aos preços de produtos e serviços, assim como, às boas práticas para manutenção e zelo do patrimônio do seu estabelecimento, torne isso parte essencial do seu dia a dia e evite gastos desnecessários.

3. O que mais considerar no cálculo do valor da diária

Como falado no início, outros fatores também devem ser considerados na hora de formar o valor da diária. Um deles é a concorrência. É preciso encontrar o equilíbrio de uma tarifa que pague suas contas e gere lucro e ao mesmo tempo que não esteja muito abaixo ou acima de sua concorrência, desde que seu produto tenha valor ao hóspede.

Não observando isso, você poderá perder volume de reservas o que, simultaneamente, afetará sua taxa de ocupação. Seu planejamento mensal e, consequentemente, o anual cairá. Isso é prejuízo na certa. Mas, com estratégias, oportunidades podem ser convertidas em novos consumidores.

4. Escolha os melhores parceiros de negócios

Como visto, não existe passe de mágica ou receita milagrosa! Calcular um bom valor de diária requer um trabalho incessante e, por mais nebuloso que seja o cenário, para vencer tempos difíceis, o ideal é enfrentar os desafios escolhendo a parceria certa.

Seguindo essas dicas será possível gerar o valor da diária ideal para o crescimento do seu empreendimento e a satisfação de seus clientes.

Agora que já sabe um pouco mais sobre como precificar o valor da diária, descubra que a experiência que seu estabelecimento proporciona também pode ser um grande atrativo para novos clientes.