TrevPAR e RevPAR: quais as diferenças e a importância para seu hotel?

Apesar de há muito tempo não ser uma novidade do setor hoteleiro, a utilização do TrevPAR ainda é tímida na gestão de hotéis, quando comparada ao acompanhamento do RevPAR, um indicador específico básico e importante para esse setor. Mas, se você busca otimizar os resultados, é importante ampliar sua percepção do negócio.

Por isso, acompanhe nosso artigo e entenda a diferença entre TrevPAR e RevPAR e a importância de cada um para a gestão do seu hotel.

Receita Por Quarto Disponível

O Revenue Per Available Room (RevPAR) é um indicador básico que leva em consideração apenas a receita gerada pelos quartos do hotel. Para calculá-lo, é preciso dividir o total da receita de hospedagem pelo número de quartos disponíveis ou multiplicar o valor da diária média pela taxa de ocupação do hotel em determinado período.

Trata-se de um indicador importante, mas limitado. Ainda mais quando se proliferam os chamados serviços adicionais para conquistar e agradar os hóspedes.

Total de Receita Por Quarto Disponível

Já o Total revenue Per Available Room (TrevPAR) considera não apenas as receitas obtidas pela ocupação dos quartos, mas também de qualquer outro setor lucrativo do hotel. Dentro desse indicador, devem estar inclusos os serviços adicionais que geram receita, como restaurante, spa, transporte e até mesmo as parcerias com guias turísticos.

Por isso, o TrevPAR é um indicador mais estratégico, acompanhado de perto pelos resorts, que procuram oferecer um pacote completo de lazer para quem se hospeda em suas dependências.

Diga-se de passagem, pesquisa recente, da Associação Brasileira de Resort e do Senac, mostrou que esses empreendimentos obtiveram TrevPAR nominal de 8,79% e real de 3,5% maiores no segundo trimestre de 2018.

O melhor indicador para seu hotel

De fato, não há uma concorrência entre os dois indicadores. Ambos são importantes para o segmento hoteleiro e, se possível, devem ser acompanhados simultaneamente.

No entanto, é preciso lembrar que o TrevPAR é um indicador mais abrangente. Ele pode camuflar a taxa de ocupação de um hotel que tem serviços adicionais abertos ao público geral. Por exemplo, se o seu hotel tem salas para eventos, a receita gerada pela comercialização desses espaços pode impactar muito o TrevPAR. Nesse caso, é importantíssimo acompanhar ambos os indicadores.

TrevPAR para decisões estratégicas

Se o seu hotel não oferece serviços abertos ao público em geral e tem uma diversidade de extras disponibilizados aos hóspedes, manter a gestão focada no RevPAR pode fazer com que você desconsidere estratégias de marketing e vendas muito interessantes. Isso porque o comportamento do consumidor afeta seus indicadores.

Como exemplo, pense em um hotel que oferece spa, entretenimento para crianças e outros atrativos muito demandados pelos hóspedes. A lucratividade do empreendimento pode ser ainda mais alta se o gestor, estrategicamente, reduzir a tarifa dos quartos.

Afinal, com essa tarifa mais atraente, maior será a taxa de ocupação. Consequentemente, a demanda pelos serviços extras tenderá a aumentar, deixando o TrevPAR ainda maior.

Como você pôde perceber, tanto o RevPAR como o TrevPAR são indicadores muito importantes para otimizar a gestão do hotel, ainda mais quando você conhece bem o perfil do cliente. Mas, se você tem dúvidas de como acompanhá-los ou deseja facilitar a análise deles, entre em contato com a Omnibees Academy.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *